CS 2017: Novamente, proposta da Cesp é rejeitada na mesa

Não foi desta vez. Na terceira rodada de negociação entre a Cesp e o Sinergia CUT, ocorrida ontem (12), novamente a empresa apresentou uma proposta que não contempla as reivindicações da pauta dos trabalhadores. Confira:

  • Vigência: 1 ano (2018)
  • Reajuste de Salários: IPCA (3,6%)
  • Reajuste de Benefícios: IPCA (3,6%)
  • Garantia de emprego: 2 anos
  • Auxílio alimentação: R$ 1.227,00
  • PRR: mantém nos moldes atuais.
  • Gerenciamento de Pessoal: altera o limite de demissões de 6 para 5 (na base de Campinas)

Resultado: proposta rejeitada! O Sindicato insistiu em reajuste de salários com aumento real, reajuste diferenciado nos benefícios de alimentação, vigência do ACT e cláusula de Gerenciamento de Pessoal de dois mais dois anos.

Os representantes da empresa se comprometeram a levar as reivindicações dos trabalhadores ao governo do Estado, no entanto não agendou nova rodada de negociações. Aguarde.

RESISTIR PARA CONQUISTAR!