Não à privatização da Eletrobras

TST estabelece regras para paralisação de 72 horas dos trabalhadores da Eletrobras. Sinergia CUT realiza assembleias nesta terça (12)

 O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Mauricio Godinho determinou que ao menos 75% dos trabalhadores de cada uma das empresas do grupo Eletrobras deverão trabalhar normalmente durante a paralisação de 72 horas iniciada à zero hora de segunda-feira (11). Se a decisão for descumprida, as entidades sindicais que representam a categoria poderão ser multadas em até R$ 100 mil diários.

Sendo assim, nesta terça-feira (12), o Sinergia CUT realizará assembleias nas localidades de Furnas e da Eletronorte em toda a sua base para decidir como proceder a partir de agora, uma vez que, para cumprir a ordem judicial, o Sindicato ainda aguarda a listagem da empresa referente ao número de trabalhadores e a proporcionalidade em cada função.

Fique atento e participe!