Energéticos participam de dia de luta pela Soberania Nacional

No dia 03 de outubro de 1954, o então presidente Getúlio Vargas deu um passo para a soberania nacional ao assinar a lei que criou a Petrobras. Nesta terça-feira (3), 64 anos depois, os trabalhadores energéticos estão nas ruas e nas empresas para dar um grito de alerta pela soberania.

O ponto alto será no Rio de Janeiro, em que desde as 11h desta terça (3) acontece uma concentração diante do prédio da Eletrobras, empresa na mira privatista do governo. Imediatamente, uma passeata será feita e cujo ponto final será a sede da Petrobrás, que terá a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Além disso, os energéticos dão apoio aos companheiros da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) que estão em greve, e que seu movimento considerado abusivo pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A participação no Dia pela Soberania Nacional é o primeiro de muitos atos do Sinergia CUT em defesa do patrimônio público. Fique ligado.

 

Confira as fotos abaixo de participação dos Energéticos no dia de Luta pela Soberania Nacional