CPFL Jaguariúna

Na 4ª rodada de negociação, ocorrida em 10 de maio, a CPFL Jaguariúna apresentou a sua proposta final que foi rejeitada pelo Sindicato, uma vez que era ruim para os trabalhadores. Com isso, o Sinergia CUT solicitou a reabertura da mesa de negociação, o que não ocorreu. Sendo assim, foram realizadas assembleias deliberativas nos locais de trabalho, para que os trabalhadores decidissem sobre os rumos dessa CS. E, em maioria simples, deliberou-se pela aprovação da proposta.

Proposta aprovada

✓ Reajuste dos salários com o índice de 4,57%, exceto para os ocupantes dos cargos executivos de diretores e gerentes, que terão regras próprias

✓ Reajuste dos valores de Vale Refeição e Vale Alimentação: 4,57% 

✓ Reajuste da parte fixa da gratificação de férias com o percentual de 10,00% em contrapartida à retirada da cláusula de empréstimo de férias

✓ Reajuste dos demais benefícios expressos monetariamente: 4,57%, para piso salarial, gratificação de férias – parte fixa; auxílio creche; e transferência de local de trabalho

✓ Manutenção das demais cláusulas constantes do atual Acordo Coletivo de Trabalho

✓ Criação de um Sistema de Compensação de Horas para os trabalhadores que não atuam diretamente em campo, que considera em “Banco” até o limite de 120 horas, as horas extraordinárias e as ausências combinadas entre colaborador e gestor, ocorridas no período de vigência do Acordo Coletivo de Trabalho. O critério para depósito de horas é de 1 hora e 30 minutos de descanso para cada 1 hora extra realizada pelo colaborador de segunda a sexta-feira e de 2 horas de descanso para cada 1 hora extra realizada aos sábados, domingos e feriados.