Energisa

Sinergia CUT realizaram assembleias para que os trabalhadores da Energisa pudessem deliberar sobre a proposta de ACT apresentada pela empresa. O resultado foi a aprovação por ampla maioria da categoria!

Proposta aprovada

✓ Reajuste Salarial: 5,60% sobre os valores vigentes em março/17; 

✓ Vale Refeição: 3,60% sobre o valor praticado em março/17; 

✓ Vale Alimentação: 10,5% sobre o valor praticado em março/17; 

✓ Auxílios Creche, Filho Excepcional e Medicamento: 6% sobre os valores de março/17; 

✓ Demais Cláusulas Econômicas:  5,6% tendo por base os valores de março/17; 

✓ Tabela Desconto Vale Refeição: As partes acordam em reduzir em 0,5% a participação dos Trabalhadores no Vale Refeição;

✓  Data-Base: As partes acordam em alterar a data-base da Categoria para Agosto; 

✓ Vigência do ACT: De 01/04/2017 a 31/07/2019; 

✓ Banco de Horas: Acordam as partes na implementação do Banco de Horas para todos os trabalhadores (Administrativos e Operacionais/Campo), após a implantação do Sistema de Relógio de Ponto. Mensalmente de todas as horas extras geradas, teremos o pagamento na proporção de 60 x 40, sendo que 60% das horas extras geradas no mês serão pagas, ficando 40% para serem lançadas automaticamente na conta de Banco de Horas. 

Razão do Banco de Horas

A cada uma hora extra realizada o trabalhador terá 1,8 de hora para compensação. O saldo positivo do banco  será pago no mesmo percentual de horas extras, atualmente previsto no ACT, ou seja, remunerada com acréscimo de 80%. Prazo para compensação do saldo horas contidas no Banco de Horas será de três meses. Prazo para a comunicação ou solicitação de compensação: 72 horas. Os problemas deverão ser relatados ao RH. Em 08/2018, empresa e Sindicato deverão avaliar o funcionamento do Banco, buscando melhoria no processo.