É preciso mudar para avançar! Resistir ao golpe e defender direitos e conquistas

Após dois dias de intensos debates para analisar a conjuntura nacional e o mundo do trabalho, os delegados e delegadas participantes do 5º Congresso do Sinergia CUT se reuniram na Plenária Final para deliberação de propostas visando fortalecer a luta dos energéticos no próximo período.

Porque SOMOS FORTES, SOMOS CUT, SOMOS SINERGIA!

Confira abaixo algumas das principais resoluções:

Democratização de todos os Estatutos com o objetivo de fortalecer a organização dos trabalhadores na luta contra a retirada dos direitos históricos e imediatos.

  • Mudança dos nomes dos oito sindicatos participantes do projeto: Sinergia Araraquara, Sinergia Bauru, Sinergia Campinas, Sinergia Sindergel, Sinergia Mococa, Sinergia Presidente Prudente e Sinergia São José do Rio Preto, além do Sinergia Gasista localizado em São Paulo, sendo todos alinhados ao projeto sindical Sinergia CUT.
  • Participação da construção de uma greve nacional contra as reformas promovidas pelo governo ilegítimo.
  • Continuar a luta contra a privatização das empresas do Sistema Eletrobras (Furnas e Eletronorte) e da Cesp.
  • Participação no Macrossetor da Indústria da CUT e estabelecer o debate da participação na IndustriALL e no Instituto da Indústria – TID.
  • Apoio às candidaturas democráticas, populares e que atuam firmemente na defesa dos trabalhadores nas eleições 2018.
  • Contribuir na reorganização do Ramo Urbanitário com ingresso de todos os Sindicatos de São Paulo na FRUSE, visando a criação da CNU.