SE BOTAR PRA VOTAR O BRASIL VAI PARAR

O governo ilegítimo quer aprovar a Reforma da Previdência ainda neste mês de fevereiro. O projeto é cruel e muda as atuais regras da Aposentadoria para muito pior! Se aprovada, muitos brasileiros vão morrer antes de conseguir se aposentar. Não tem arrego! Todos às ruas!

Em 2017, trabalhadores de todo país conseguiram impedir a votação da reforma da Previdência com a histórica greve geral de 28 de abril. Foi o recado dado ao governo golpista de que a sociedade brasileira não aceita a reforma porque ela significa o fim da aposentadoria.

No entanto, o governo usurpador não desistiu da proposta e anunciou a decisão de colocá-la (PEC 287/16) em votação neste mês de fevereiro. 

Atendendo a orientação da CUT, o Sinergia CUT  intensificará a luta em toda a sua base, juntando forças com todas as categorias com o objetivo de impedir a aprovação da reforma da Previdência. Esse é o principal desafio do momento.

Não tem arrego!

O novo texto do projeto da reforma da Previdência está previsto para entrar na pauta de votação da Câmara dos Deputados a partir do dia 19 de fevereiro. 

A estratégia de Temer, revelada pela agência ‘pró-mercado’ Reuters demonstra, mais uma vez, que o governo golpista e seus aliados no Congresso Nacional estão pouco se importando com a vontade e a opinião da maioria da população brasileira.

O que está em risco não é só o fim da aposentadoria. O futuro do País está em jogo. O resultado desta batalha decisiva dependerá do envolvimento de cada um e da disposição de luta de todos. 

Portanto, fique ligado! No dia em que a Câmara dos Deputados colocar a proposta em votação, o Brasil vai parar! Participe do Dia Nacional de Lutas contra reforma da Previdência!