Tudo parado em Furnas e na Eletronorte!

Contra a privatização das empresas do Sistema Eletrobras, trabalhadores da base do Sinergia CUT participam da paralisação de 72 horas que ocorre nas empresas do grupo em todo o Brasil

Desde o início desta segunda-feira (11), os trabalhadores de Furnas e da Eletronorte de toda a base do Sinergia CUT participam da paralisação de 72 horas, conforme encaminhamento do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE). A luta, neste momento, é contra a privatização das empresas do grupo, uma vez que a Eletrobras é a maior empresa de energia elétrica da América Latina e é patrimônio do povo brasileiro.

A justificativa que tem sido dado pelo governo golpista de Temer para a venda das empresas de energia é de democratização do capital acionário. Somente a união e a ação conjunta de luta e resistência poderão reverter a privatização das empresas do Grupo Eletrobras.

Por isso mesmo é que se faz necessária a participação e o envolvimento de todos nessa paralisação nacional contra a privatização do Sistema Eletrobras.

Por 72 horas, entre esta segunda-feira (11) e a próxima quarta (13), é mobilização geral! Braços cruzados! O momento é de luta!