Agora é participar!

07 maio 13:25 2003

Esse foi o grito de guerra que embalou todos os atos da CUT para marcar o Dia Internacional dos Trabalhadores, o primeiro no novo cenário do primeiro presidente operário do Brasil. Foi um 1o de maio diferente, de renovação da esperança, sem esquecer a história da luta de resistência da classe trabalhadora e do luto em homenagem aos que morreram nas mobilizações por uma vida melhor.


A bandeira principal deste ano é a redução da jornada de trabalho, a geração de empregos e a recuperação do poder aquisitivo dos salários, além da defesa dos direitos dos trabalhadores nas reformas da Previdência, Tributária, Política, Agrária e da Legislação Trabalhista e Sindical.


Mais uma vez, a CUT descentralizou a comemoração, promovendo atos político-culturais junto com vários sindicatos na capital, Grande São Paulo, litoral e interior. A participação especial do Sinergia CUT aconteceu no ato de Campo Limpo, em São Paulo, onde durante toda a manhã mais de cinco mil pessoas assistiram à apresentação de bandas e grupos de capoeira locais, circularam pela feira de artesanato e apreciaram um show imperdível com a cantora Leci Brandão.


Antes do show, o ato político contou com a participação do presidente da CUT Nacional, João Felício, dirigentes do Sinergia CUT, subprefeito e deputados estaduais, além de um deputado federal alemão e um sindicalista uruguaio. O Sinergia CUT também participou de atos da CUT em várias cidades do interior e do litoral.

  Categorias: