AES Tietê: proposta piorada

25 julho 00:06 2005

Apesar do pique de mobilização dos trabalhadores, uma proposta piorada foi apresentada ao Sinergia CUT pelos negociadores da AES Tietê durante a rodada da última quinta-feira (21), em São Paulo. Agora, a proposta é de 8% de reajuste para os salários até R$ 7.000 e pagamento fixo de R$ 560 para quem recebe salários acima de R$ 7.000. Os benefícios seriam reajustados em 8%, exceção do vale alimentação que teria reajuste de 10%. A proposta piorada prevê pagamento de abono de R$ 250 em agosto próximo.


E, apesar de reconhecerem que a Tietê é a melhor empresa do setor, quarta maior prestadora de serviços e 15a em rentabilidade em todo país, os negociadores admitiram que o processo de negociação foi atropelado por ‘fatores externos’.


A proposta piorada foi recusada pelo Sinergia CUT que cobrou novamente a negociação de uma proposta justa, que reflita os excelentes resultados da Tietê. Nova rodada acontece no próximo dia 27 (quarta), às 10h30 em São Paulo.

  Categorias: