AES Tietê: pipoca neles

08 agosto 20:40 2005

Ainda é pouco. Só 8% de reajuste nos salários e benefícios econômicos, exceção do vale-alimentação que seria reajustado em 10%. Essa foi a proposta apresentada pela AES Tietê na rodada de negociação desta quinta (07), em São Paulo.


A proposta foi novamente rejeitada pelo Sinergia CUT porque ainda está longe das reivindicações dos trabalhadores que não abrem mão do aumento real nos salários e abono por perda de massa salarial. A categoria também quer discutir adicional de turno, redução da participação no vale alimentação, entre outros benefícios.


O Sindicato argumentou que a proposta apresentada pela AES Tietê é indigna dos trabalhadores e contraditória com o discurso do presidente da holding que reconhece a retomada de lucros. ‘Portanto, dá para melhorar’, rebateu o negociador da entidade. E essa é a expectativa do Sinergia CUT para a próxima rodada de negociação, que acontecerá em dia aindaa ser agendado.


Para a direção do Sinergia CUT só a pressão da mobilização nos locais de trabalho vai pressionar avanços na mesa de negociação. Bom motivo para intensificar as mobilizações que pipocaram nas usinas da AES Tietê nos últimos dias, envolvendo trabalhadores de Euclides da Cunha, Bariri e Água Vermelha. É isso que deve continuar acontecendo durante toda a próxima semana. Porque a gente não vai abrir mão de salário e renda, qualidade do emprego e do serviço, liberdade e autonomia sindical.

  Categorias: