Assembléias aprovam proposta do Grupo Eletrobrás

08 agosto 20:47 2005

Trabalhadores de Furnas em Campinas, Estreito e Itaberá aprovaram, por ampla maioria, a proposta negociada pelo Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) com Grupo Eletrobrás. As assembléias foram realizadas pelo Sinergia CUT nesta segunda (06), quando a categoria aprovou os 8,07% (IPCA) de reajuste nos salários mais 1,5% de aumento real – totalizando 9,58%.
O Grupo pagará também abono de 30% da remuneração mais R$ 800, limitado a uma remuneração. Os benefícios econômicos serão reajustados em 8,07%. A PLR poderá ser paga no montante de duas folhas, uma da holding e outra da própria empresa.


Os novos trabalhadores passam a ter direito ao plano de saúde, conforme inciso 6o da cláusula do CCE-09. O acordo prevê também a realização de reuniões bimestrais.


Durante esta semana, a proposta será analisada por trabalhadores das federais em todo o Brasil. A tendência é de aprovação nacional, possiblitando a assinatura de novo Acordo Coletivo e os pagamentos previstos, independentemente da negociação da pauta específica.

  Categorias: