CESP: falta aumento real e garantia de emprego

08 agosto 20:39 2005

Em mais uma rodada realizada nesta quinta (07), a direção da CESP apresentou proposta inaceitável para os trabalhadores. A proposta econômica é de 7,71% de reajuste nos salários e benefícios: o vale-alimentação passaria para R$ 332, a cesta básica para R$ 71,10 e a parte fixa da Gratificação de Férias para R$ 1222,20.


A empresa propõe também 2% da folha para o Plano de Cargos e Salários (PCS), garantia de 98% do quadro próprio no Gerenciamento de Pessoal e vigência do Acordo Coletivo até 2006.


A proposta foi recusada e o Sinergia CUT argumentou que os trabalhadores não abrem mão do aumento real, de 100% de garantia de emprego e da prorrogação do ACT. Nova rodada acontece na próxima terça-feira (12), em São Paulo.

  Categorias: