Elektro reabre negociação

08 agosto 20:51 2005

O Sinergia CUT já estava convocando assembléias a partir desta segunda (4), para rejeitar a última proposta da Elektro e para encaminhar a greve a partir do dia 11, quando foi contatado pela direção da empresa que, pressionada pela disposição de luta da categoria, convocava a entidade para mais uma rodada de negociação.


Na avaliação do Sinergia CUT, há espaço para avançar. Em primeiro lugar, apesar de o índice econômico ter avançado, ainda não se viu qualquer disposição da empresa na concessão de aumento real digno nos salários e benefícios. E não é por falta de dinheiro. Outro problema é que, após anos e anos de luta dos trabalhadores, a empresa quer mexer na cláusula de Gerenciamento de Pessoal para gastar menos até para demitir.


Na mesa de negociação, o Sinergia CUT argumentou que mexer na cláusula ‘é um verdadeiro retrocesso’. Não bastasse tudo isso, a Elektro quer usar o Acordo Coletivo para se prevenir para a revisão tarifária em 2007, reduzindo custos e conquistas sociais.


A nova rodada acontece nesta quarta (06), às 10 horas, em Campinas. Mas o Sinergia CUT já alertou que, caso as negociações não avancem de fato, novas assembléias serão realizadas nas próximas quinta (07) e sexta (08) para preparar a greve a partir da segunda (11) da semana que vem.

  Categorias: