Na CESP, proposta é rejeitada

08 agosto 15:24 2005

A rodada de abertura de negociação entre o Sinergia CUT e a direção da CESP aconteceu na tarde desta quarta (29), em São Paulo. A empresa apresentou proposta de 4% de reajuste nos salários e benefícios econômicos, dois abonos de 13% do salário base (com pagamentos em setembro próximo e em março do ano que vem).
Se o econômico está muito aquém das reivindicações dos trabalhadores, a proposta fica pior quando a CESP alega que não tem verba para o Plano de Cargos e Salários e que não renovará a cláusula de Gerenciamento de Pessoal, que impede demissões arbitrárias. O Sinergia CUT rejeitou a proposta. Nova rodada acontece na próxima terça-feira (05).

  Categorias: