PLR CTEEP: 50% agora, 50% no início de julho

08 agosto 15:43 2005

Depois de vencer vários impasses criados pelo governo Alckmin para pagar a PLR-2004, o Sinergia CUT foi à luta e pediu reunião para negociar as metas da PLR-2005, condição imposta pela Comissão de Política Salarial (CPS). para pagar a PLR.


Mas durante a negociação, as outras entidades sindicais silenciaram diante da intenção da empresa de propor números prejudiciais em duas metas. O Sinergia CUT não acatou as metas impostas pela empresa e levou o impasse aos trabalhadores na greve deflagrada na última segunda (13).


Os trabalhadores decidiram então decretar estado de greve e centrar forças na negociação. Após horas de reunião, a empresa se sensibilizou e aceitou retirar fatores externos que pudessem prejudicar a meta DREQ (pipas, balões, queimadas, vandalismos, cargas atmosféricas, entre outros).


Após a negociação, o Sinergia CUT solicitou ao secretário de Energia e Recursos Hídricos, Mauro Arce, uma posição definitiva para o pagamento da PLR-2004. Arce firmou o compromisso de pagamento de 50% do valor total na próxima terça (21). A segunda parcela será paga até o dia 11 de julho próximo. O parcelamento beneficia os baixos salários, evitando prejuízos decorrentes do desconto do Imposto de Renda. Outra grande vitória!

  Categorias: