Trabalhadores da CESP e da CTEEP podem entrar em g

08 agosto 15:48 2005

A pressão dos trabalhadores da CESP e da CTEEP foi fundamental para forçar o início das negociações nas duas empresas. Agora, para avançar nas propostas não será diferente. O Sinergia CUT realizará assembléias de segunda (18) a quinta (21) em todos os locais de trabalho das duas empresas para deliberar sobre um plano luta que prevê paralisação de um dia no dia 1º de agosto próximo e greve por tempo indeterminado a partir do dia 08 de agosto.


É a única resposta à atitude das duas empresas que rotineiramente vêm desrespeitando os trabalhadores. Esta semana, as duas rodadas agendadas para a continuidade das negociações, com a CESP na terça (12) e com a CTEEP na quinta (14), na última hora. A justificativa das duas estatais foi a de que não tinham autorização da Secretaria Estadual de Energia para apresentar nova proposta, em uma confissão pública de que as direções não têm autonomia para negociar com os trabalhadores.


Nas duas empresas, as propostas foram quase idênticas: reajuste de 7,71% nos salários e benefícios, verba de 2% da Folha Nominal para o PCS, vigência do ACT até maio de 2006 e Gerenciamento de Pessoal com garantia de emprego para 98% do quadro próprio.


O Sinergia CUT já alertou que os trabalhadores não abrem mão do aumento real e da garantia de emprego para 100% dó pessoal, além da prorrogação dos Acordos Coletivos para garantir a tranqüilidade nessa fase de pré-privatização.


Fique ligado na convocação de sua macrorregião e participe da assembléia em seu local de trabalho. Porque, nesse ano, a gente não abre mão de salário e renda, qualidade do emprego e dos serviços, liberdade e autonomia sindical.

  Categorias: