NDV CPFL: negociação empaca

19 agosto 18:24 2005

O Sinergia CUT participou na última terça (16) de mais uma reunião para negociar a NDV (Nota de Despesa de Viagem). Após um período de debates, o representante da empresa apresentou a seguinte proposta: o retorno da prática utilizada pela empresa dentro de critérios anteriormente utilizados. Ou seja, respeita-se o teto de R$ 15 e, mediante apresentação de nota fiscal, paga-se  para todos, independente da função.


Na proposta formulada pela CPFL, porém, a empresa paga a NDV a partir da quinta refeição em viagem no mês. Assim, dentro do mês, até a quarta refeição, segundo a CPFL, o trabalhador não fará jus ao reembolso.


A proposta foi rejeitada pelo Sinergia CUT. E ficou claro: o Sindicato quer o cumprimento da sentença judicial, que exige a quitação do passivo de 2005 e regularizando o pagamento da NDV em toda a CPFL. A empresa ficou de marcar nova reunião para voltar a discutir o assunto.

  Categorias: