OPINIÃO: Participar sempre é preciso

25 setembro 21:58 2005

Participação é palavra chave no exercício da cidadania e na garantia da democracia. A cada decisão tomada diariamente exercemos esse direito essencial e inalienável. Em casa, no trabalho, na roda de amigos, na vida pessoal ou política. Tudo depende da nossa capacidade de decidir e do nosso direito de participar para mais tarde podermos assumir as conseqüências e cobrar responsabilidades.

Na vida sindical, vivemos um momento que requer muita participação em decisões importantes para o futuro da categoria. Esta semana acontece o 6° Encontro Nacional dos Urbanitários, em dezembro participaremos do 3° Congresso dos Energéticos de SP, ano que vem tem a Plenária Estatutária da CUT e depois o Congresso da maior e mais combativa central sindical brasileira.

São debates  e decisões de extrema importância para o fortalecimento da luta da classe trabalhadora brasileira e dos energéticos paulistas em especial. A unidade, o envolvimento e a participação de cada um é essencial para a resistência e a vitória da categoria no enfrentamento com as empresas e o governo Alckmin, nas eternas reestruturações que precarizam salários e emprego, na defesa do patrimônio público contra a privatização das estatais, as revisões tarifárias das elétricas em 2007 e do gás em 2008, a possibilidade de um novo apagão…

No exercício da democracia, também somos chamados a participar de momentos decisivos para o futuro do Brasil e dos brasileiros. Aí incluímos desde o voto para eleger os novos representantes sindicais e a inédita Comissão Sindical de Base até as eleições gerais do ano que vem, passando pelo referendo pelo desarmamento que acontece em outubro e pela luta para garantir a reforma política necessária e urgente.

Participar é preciso também para superarmos a crise política, exigindo a apuração rigorosa das denúncias e a punição exemplar dos culpados, e reivindicarmos as mudanças na política econômica para garantir distribuição de renda e justiça social. Participe sempre. É assim que construímos um país.

  Categorias: