Sabatina de Mauro Arce na Assembléia Legislativa é suspensa

28 outubro 14:17 2005

Deveria ter sido uma tarde para esclarecimentos sobre o jeito tucano de privatizar, com deputados e trabalhadores sabatinando o secretário Energia e Recursos Hídricos, Mauro Arce, e o presidente da CESP e da EMAE, Guilherme Augusto Cirne de Toledo. Mas ainda não foi dessa vez: mais uma manobra tucana suspendeu a Audiência Pública convocada pela Comissão de Serviços e Obras Públicas (CSOP) da Assembléia Legislativa de SP para esta quinta-feira (27). Adiados também foram os questionamentos sobre a eventual venda de ações da CTEEP e a situação financeira da EMAE.

Depois dos pronunciamentos iniciais de praxe dos representantes do governo Alckmin, o deputado Wagner Salusiano (PSDB) usou o regimento para tentar suspender a Audiência. Nessa manobra regimental, contou com o apoio da bancada governista que pressionou o presidente da Comissão, deputado Simão Pedro (PT), a encerrar os trabalhos.


Não deu tempo sequer para os questionamentos dos deputados presentes, muito menos para as perguntas  que seriam formuladas por dirigentes sindicais, do Sinergia CUT inclusive, e por trabalhadores das duas empresas que lotaram o Auditório Tiradentes. Restou indignação e palavras de protesto contra tanto desrespeito. Nova Audiência Pública deverá ser convocada.

  Categorias: