Brasil e Argentina devem explorar energia no Rio Uruguai

19 janeiro 18:29 2006

Brasília – Brasil e Argentina assinaram ontem (18) declaração conjunta reiterando a intenção de viabilizar, com a participação da iniciativa privada, o aproveitamento conjunto de energia hidrelétrica no Rio Uruguai.


O documento, firmado em reunião entre os ministros de Minas e Energia do Brasil, Silas Rondeau, e do Planejamento Federal, Investimento Público e Serviços da Argentina, Julio De Vido, determina a imediata realização de avaliações técnicas e ambientais necessárias ao projeto.


Os dois países também reafirmam a intenção de convidar os demais membros do Mercosul e da América do Sul para participar do projeto de integração energética que prevê a construção de um gasoduto de mais de 8 mil quilômetros entre Venezuela, Argentina e Brasil. Esse projeto será o tema central de reunião tripartite amanhã, em Brasília, entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Néstor Kirchner e Hugo Chavéz.


Por fim, a declaração assinada por Brasil e Argentina expressa a vontade de trabalhar de forma conjunta com o governo da Bolívia na promoção e concretização do gasoduto do Nordeste argentino, para fornecimento de gás boliviano e argentino para aquela região.


Participaram da reunião ministerial, no Ministério de Minas e Energia (MME), o presidente da Petrobras, José Gabrielli, o diretor de gás e energia da Petrobras, Ildo Sauer, o secretário-executivo do MME, Nelson Hubner, e os secretários de Petróleo, Gás e Combustíveis Renováveis, João Souto, de Energia Elétrica, Ronaldo Schuck, e de Geologia e Mineração, Cláudio Scliar.

  Categorias: