Elektro: trabalhadores decidem PLR 2005

25 janeiro 12:47 2006

Durante uma semana, o Sinergia CUT realiza 28 assembléias em todos os locais de trabalho da Elektro para deliberar sobre a proposta de PLR negociada entre as direções da empresa e do Sindicato. Foram necessárias seis reuniões para negociar os indicadores técnicos, financeiros e metas globais, além do valor da PLR 2005. A última rodada aconteceu no início de dezembro passado, mas a proposta formal só chegou ao Sindicato no último dia 6 de janeiro.


O atraso na apresentação da proposta formal foi compensado por uma boa notícia repassada pelo RH da Elektro: todas as metas dos indicadores de qualidade foram atingidas pelos trabalhadores além do previsto, possibilitando a conquista de um ‘plus’ de 2,5% no benefício que totalizará 42,5%. O indicador financeiro, com peso de 60%, ainda está sendo apurado, mas é preciso superar os R$ 600 milhões para garantir mais um ‘plus’ de 2,5%.


A proposta reduz, de 14 para nove, o total de indicadores técnicos e acaba com os indicadores específicos por área. Por mais um ano consecutivo, a negociação com o Sinergia CUT garantiu um aumento de 20% no montante a ser pago: em 2004, a Elektro desembolsou cerca de R$ 4,9 milhões e em 2005 o valor total deve passar do R$ 6 milhões. Para 2006, já estão garantidos os mesmos indicadores e a antecipação de, no mínimo, R$ 660 mais 12% em agosto próximo. As metas serão definidas em fevereiro e o valor será negociado em abril.


Pagamento em fevereiro


Pela proposta negociada, a PLR 2005 será paga da seguinte forma: para salários de até R$ 3.348, um valor fixo de R$ 1.759 mais 47,46% da remuneração (salários + ATS + incorporação do acordo judicial), garantindo o mínimo de uma remuneração; para salários entre R$ 3.348 e R$ 5 mil, a PLR será de uma remuneração; e para salários acima de R$ 5 mil, a PLR será de R$ 5 mil.


Vale lembrar que esses valores estão atrelados ao alcance das metas e incluem a conquista do ‘plus’ de 2,5%. Sem o ‘plus’, os valores serão reduzidos. Se as assembléias aprovarem a proposta, o pagamento da PLR será feito em 24 de fevereiro próximo, junto com o pagamento mensal e com o desconto da antecipação paga em julho do ano passado (R$ 660 mais 12%).


Durante todas as assembléias, o Sindicato dará mais detalhes da negociação, esclarecerá as dúvidas dos trabalhadores e encaminhará  a proposta de pagamento da PLR 2005 para aprovação. Mais informações acesse o Boletim do Sinergia CUT n° 722 que está publicado neste portal.  

  Categorias: