‘Não há clima para a venda’, diz Lula

27 janeiro 18:56 2006

Em rápida conversa com Wilson Marques de Almeida,  vice-presidente do Sinergia CUT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomou conhecimento das várias irregularidades do processo de privatização da CTEEP, a maior e mais rentável empresa de transmissão do país.


O encontro reservado aconteceu na manhã desta sexta-feira (27), no Assentamento Nossa Senhora Aparecida, município de  Castilho (SP), onde Lula lançou o Programa de Habitação Rural que dará moradia a mais de 12.700 assentados no interior paulista. Também participaram da inauguração o senador Eduardo Suplicy, o deputado federal Arlindo Chinaglia e o deputado estadual Tiãozinho, além de lideranças políticas da região.  


Depois de esclarecer o presidente Lula sobre as irregularidades cometidas pelo governo de São Paulo na pressa de privatizar a CTEEP, Wilson Marques se comprometeu a encaminhar um dossiê com todas as ilegalidades levantadas pelo Sinergia CUT. E, apesar de não ter conhecimento dos detalhes do processo de privatização,  o presidente  Lula avaliou que ‘não há clima para venda’.


O dossiê do Sinergia CUT será encaminhado ao presidente já na próxima semana, em Brasília, durante reunião com o líder do governo na Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, que deve acompanhar dirigentes da entidade em audiência com representantes da Aneel.


Antes do encontro de hoje, o Sinergia CUT já havia solicitado a intervenção do senador Aloizio Mercadante junto à Aneel e ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) durante encontro no último dia 21. Líder do governo no Senado, Mercadante admitiu não achar correta a forma como o processo de privatização vem se desenrolando. Leia mais no Jornal do Sinergia CUT nº 723.

  Categorias: