Governo anuncia plano para expansão de energia elétrica

16 março 18:50 2006

Brasília – O Plano Decenal da Expansão de Energia Elétrica no País, até 2015, divulgado hoje (15) pelo governo, estima que com a programação de obras previstas, a capacidade disponível deverá crescer dos atuais 100 mil megawatts (MW) para, no mínimo, 140 mil MW. Segundo o governo, com essa programação estarão atendidos os critérios de segurança no fornecimento, com custos adequados para a energia.


Para a realização desse plano, o governo prevê investimentos de R$ 40,7 bilhões até 2015, em sistemas de transmissão de energia no País. Desse montante, R$ 31,2 bilhões deverão ser aplicados em novas linhas de transmissão e outros R$ 9,5 bilhões em subestações e transformadores, que são as estruturas auxiliares aos sistemas de transmissão de transporte de energia. Esse montante de investimento implicará na construção de um total de 60.086 quilômetros de linhas de transmissão.


Esse crescimento de geração de energia deverá ser suficiente para atender a um aumento estimado pelo governo na carga exigida pelo sistema, de 47.583 MW médios, em 2005, para 76.224 MW médios, em 2015. A carga é o nome que se dá a toda energia que circula no sistema elétrico, incluindo o que é necessário para abastecer o consumo e as previsões de perdas. Assim como já vem ocorrendo nos últimos anos no setor de transmissão essas novas obras deverão ser licitadas para serem construídas e operadas pela iniciativa privada.


Consumo em alta – O Plano Decenal considera que o consumo de energia no País vai praticamente dobrar nesse intervalo de 10 anos, saindo de 373,5 mil Gwh, em 2005, para 617,5 mil Gwh, em 2015. Neste cálculo, foi considerada uma estimativa de crescimento populacional de 182 milhões de pessoas, em 2005, para cerca de 202 milhões, em 2015 e um crescimento médio anual do PIB de 4,2%.


Sendo assim, a estimativa de crescimento médio anual de consumo de energia ficaria um pouco acima da previsão de expansão do PIB, em 5,2%. Nesse cenário (que é o de referência para o Ministério) o consumo per capita de energia cresceria dos 2.049 KWh/habitante, em 2005 para 3.053 KWh/habitante, em 2015.


Transporte de energia – O Plano Decenal recomenda ampliar a capacidade de transporte de energia entre as diferentes regiões do País, para assegurar o abastecimento de energia. Assim, o governo prevê que a capacidade de transporte entre as regiões Norte e Nordeste deverá crescer dos atuais 2.250 MW para 3.250 MW, a partir de 2010. Já entre as regiões Sul e Sudeste a capacidade de transmissão deverá crescer de 2.650 MW para 3.650 MW, a partir de 2011 e, entre as regiões Sudeste e Norte o intercâmbio deverá subir de 2.200 MW para 5.800 MW, entre 2008 e 2014.

  Categorias: