Sinergia CUT rejeita proposta da Potencial

23 março 17:22 2006

A segunda rodada de negociação do Sinergia CUT com a Potencial aconteceu na quarta-feira (22), em Rio Claro.


A empresa apresentou a seguinte proposta aos trabalhadores: 4% de reajuste retroativos a março, piso salarial inicial de R$ 358, subsídio integral do Plano de Saúde para quem tem salário de até R$ 520 e Acordo Coletivo por dois anos. A Potencial também informou que ainda está estudando a viabilidade do pagamento da PLR.


O Sindicato rejeitou a proposta, que pode ser melhorada. Nova reunião está marcada para a próxima terça-feira (28), às 7h30.    

  Categorias: