CESP devolverá o imposto sindical cobrado ilegalmente

07 abril 16:26 2006

O Sinergia CUT já está tomando todas as providências para devolver o imposto sindical descontado indevidamente dos trabalhadores pela CESP. Conforme amplamente divulgado, já faz 15 anos que o Sindicato impede que os trabalhadores sejam obrigados a pagar mais esse imposto compulsório, chamado oficialmente de ‘contribuição’, que equivale a um dia de trabalho e é descontado anualmente no mês de março.


Este ano, a liminar foi concedida no dia 24 de março, pela juíza Cássia Regina Ramos Fernandes e determina que as empresas ‘se abstenham de promover qualquer desconto nos salários a título de contribuição sindical’.


Apesar de ter recebido com antecedência uma carta do Sinergia CUT informando sobre o processo na Justiça que culminaria na liminar, a CESP, como faz em todos os meses, fechou a sua folha de pagamento no dia 20. Ou seja, a folha rodou quatro dias antes da expedição da liminar e, conseqüentemente, o valor do imposto foi descontado dos salários dos trabalhadores. Tão logo soube do fato, o Sinergia CUT entrou em contato com a empresa e negociou a devolução desse dinheiro que estará na conta da companheirada nos próximos dias.

  Categorias: