CTEEP: emprego garantido até 2009

12 abril 11:25 2006

Finalmente, o Termo Aditivo (TA) que garante o emprego por mais três anos para todos os trabalhadores da CTEEP foi assinado pelo Sinergia CUT e empresa. A cerimônia aconteceu na tarde da última quinta-feira (06),  em São Paulo. Aprovado pelos trabalhadores em assembléias realizadas em fevereiro, o acordo que garante emprego até 2009 foi intensamente negociado entre o Sinergia CUT e a CTEEP, que tinha autorização da Secretaria de Energia e do Conselho Deliberativo do PED.


Mas a conquista é também resultado da luta dos trabalhadores que apostaram na pressão da mobilização, participando das greves convocadas pelo Sinergia CUT em dezembro e janeiro passados. Uma grande vitória nesses tempos em que a CTEEP é a bola da vez na tentativa tucana de privatizar todo o patrimônio público dos paulistas.
A assinatura do TA foi marcada em  reunião da última terça-feira (04), quando empresa e Sindicato discutiram também a PLR 2005/2006 e a Escala de Revezamento dos Operadores.


PLR


A CTEEP informou que o indicador econômico da PLR já foi atingido. O Sinergia CUT reivindicou que , junto com a parcela referente ao econômico, seja paga também a antecipação de 25% referente aos indicadores técnicos, uma vez que o fechamento dessa meta ocorre em maio próximo. A empresa ficou de avaliar. Vale ressaltar que o pagamento da PLR depende da Assembléia Geral Extraordinária (AGE) e da aprovação do CODEC.


Escala de Operadores


A CTEEP pretende, a partir de 1° de maio, aplicar a escala 4x6x1 (quatro dias trabalhados com jornada de seis horas e uma folga) a todos os trabalhadores que fazem turno ininterrupto. O Sinergia CUT deixou claro que não aceitará o descumprimento do ACT, que estabelece jornada de 6×7,5×4. Se a empresa insistir, o Sindicato tomará as providências para garantir o direito dos trabalhadores.

  Categorias: