Furnas: assembléias definem plano de lutas

24 abril 11:41 2006

Trabalhadores de Furnas e das demais empresas do Grupo Eletrobrás participam nesta semana, de segunda (24) a sexta-feira (28), de assembléias para deliberação sobre a proposta da empresa e aprovação do Plano de Lutas que já prevê paralisação de 24 horas no dia 08 de maio próximo.


Isso porque, durante as negociações da segunda rodada, ocorrida nos últimos dias 19 e 20,em Brasília, o Grupo Eletrobrás não se dispôs a negociar toda a pauta de reivindicações dos trabalhadores, propondo apenas reajuste salarial e de benefícios pelo IPCA, cuja previsão é de 4,71%. A empresa se dispôs a buscar soluções para outros três reivindicações da categoria: entendimento junto ao Ministério do Planejamento sobre o fim do CCE-09 somente para as empresas do setor elétrico; participação dos trabalhadores no Conselho de Administração das empresas e garantia da data-base até 31 de maio próximo.


Nova rodada foi marcada para os próximos dias 03 e 04 de maio.


Furnas
O Sinergia CUT defende uma negociação com maior abrangência, que vá além dos itens econômicos e que discuta as 29 reivindicações da Pauta. Por isso, nas assembléias desta semana, o Sindicato dára seu apoio para o encaminhamento deliberado pelo CNE (Comando Nacional dos Eletricitários) que é de rejeição da proposta e aprovação do plano de lutas que deverá ser implementado caso não haja avanços nas negociações da próxima semana.

  Categorias: