‘Reeleição de Lula é fundamental para a democracia’ afirma Artur

01 maio 17:40 2006

A CUT elegeu o fortalecimento da democracia como lema do 1º de maio deste ano para que os trabalhadores reflitam sobre qual é o melhor modelo de gestão pública para o Brasil e os brasileiros. E o secretário geral da CUT Nacional, Artur Henrique da Silva Santos, não tem dúvida do que vai estar em jogo nas eleições de outubro: ‘É preciso ter clareza de que vamos enfrentar uma luta de classes e de dois projetos de classe’, afirmou durante o megaevento da CUT em São Paulo.


‘De um lado estão aqueles que querem voltar – para o governo federal principalmente – que são da turma do PSDB e do PFL. Querem voltar para continuar fazendo o que fizeram durante os oito anos de governo FHC, que é o debate do estado mínimo e do choque de gestão, que nada mais é do que um choque de demissão de trabalhadores’, destacou.


Para Artur Henrique, o lado dos trabalhadores e da CUT é outro: ‘Nós temos o entendimento de que é preciso avançar nas mudanças que já começaram no Brasil, com um outro projeto que é o da reeleição do companheiro  Lula. Sem vacilo, sem medo, mantendo a nossa identidade e autonomia, apresentando uma plataforma que queremos ver implementada ao longo do segundo mandato. Nesse momento é preciso ter clareza e nenhuma dúvida sobre qual é o projeto que os trabalhadores querem e defendem. E a reeleição do companheiro Lula é fundamental para dar continuidade a essas mudanças.’


Lembrando o importante papel do movimento sindical no auge da crise política, ano passado, Artur Henrique reforça que é preciso repetir a dose agora: ‘É fundamental que façamos uma articulação com os movimentos sociais e mobilizar a população, os trabalhadores e as trabalhadoras, para defender em primeiro lugar a democracia e a apuração de todas as denúncias. Inclusive as denúncias que estão sendo feitas envolvendo o governo de São Paulo e que não são abertas, ao contrário são 67 denúncias engavetadas pelo governo Alckmin e sua turma no estado. Queremos sim que todas as denúncias sejam apuradas. E não vamos ter dúvida nenhuma em colocar os trabalhadores nas ruas para defender a manutenção do governo Lula e trabalhar pela sua reeleição’.  

  Categorias: