Pela primeira vez em sete anos, Elektro não adianta o 13°

11 maio 16:35 2006


Com a simples justificativa de que ‘não foi possível’, a Elektro comunicou ao Sinergia CUT no início desta semana que não anteciparia a primeira parcela do 13° salário para os trabalhadores que ainda não saíram de férias, reivindicação encaminhada pela direção do Sindicato. Um fato inédito nos últimos sete anos.


Em mensagem eletrônica aos trabalhadores na manhã da última terça (09), a direção do Sindicato lamentou a atitude da empresa em não considerar a tradição de adiantar o pagamento aos trabalhadores em maio, já que todo dinheiro é bem vindo principalmente às vésperas do Dia das Mães. Nada para os trabalhadores justo em um ano em que a Elektro distribuiu mais de R$ 608,6 milhões aos acionistas.



Um dia depois, na manhã de quarta (10), a gerência de RH informou aos trabalhadores ‘para ampla divulgação’ que pagará sim a primeira parcela do 13° em maio, só que junto com o depósito do salário – no próximo dia 30 – conforme prevê o Acordo Coletivo. Cumpre só com a obrigação.

  Categorias: