Proposta da Alternativa garante 5,5% nos salários

17 maio 16:50 2006

Aumento real de 1,98% mais reajuste de 3,52% (ICV do Dieese), totalizando 5,5% a mais nos salários e no piso salarial. É essa proposta econômica negociada pelo Sinergia CUT com a Alternativa já na primeira rodada da Campanha Salarial 2006 que estará em discussão nas assembléias que acontecem na próxima segunda-feira (22).


O valor do vale alimentação passaria de R$ 8 para R$ 9, sendo que quem estiver viajando teria que apresentar nota do valor, já que a cláusula passaria a ser chamada de NDV (nota de Despesa de Viagem). A cesta básica seria mantida mas com uma pesquisa para que os trabalhadores opinem sobre a necessidade de mudança de quaisquer produtos.


A Gratificação de Fraudes iria de R$ 7,50 para R$ 9 e o Acordo Coletivo teria validade de um ano, até abril de 2007. Depois de eventual assinatura do ACT, Sindicato e empresa negociariam a possibilidade de estender o convênio médico, atualmente limitado a Itapeva, para os trabalhadores de Rio Claro e Limeira.

  Categorias: