CNT/Sensus indica que Lula ganhou votos e Alckmin e Garotinho perderam

24 maio 15:35 2006

A pesquisa CNT/Sensus de maio revelou que somente o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aumentou sua taxa de intenção de voto entre os principais presidenciáveis do país, o que lhe garantiria, caso as eleições fossem hoje, uma vitória já no primeiro turno. Pelo universo da pesquisa, essa taxa de intenção seria suficiente para obter mais da metade dos votos válidos.


A taxa de intenção de voto em Lula subiu de 37,5% em abril para 40,5% na pesquisa divulgada hoje. O candidato do PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin, perdeu intenção de voto, de 20,6% para 18,7%. O ex-governador Anthony Garotinho (PMDB) também caiu, de 15% para 11,4%. As intenções de voto da senadora Heloisa Helena (AL), representante do PSOL subiram de 4,3% para 6,1%.


No segundo turno, de acordo com a CNT/Sensus, Lula teria 48,8% dos votos contra 31,3% do candidato tucano. Em abril, a mesma simulação apontava 45% para Lula e 33,2% para Alckmin.


A Sensus considerou que Alckmin perdeu intenção de voto devido a onda de violência que atingiu o Estado de São Paulo nos últimos dias.


Rejeição


O ex-governador de São Paulo e Garotinho também acumulam más notícias em outro item importante da pesquisa: a taxa de rejeição dos eleitores aos candidatos. Enquanto a taxa de Lula ficou praticamente estável — de 35,7% para 34,7%– a rejeição a Alckmin subiu de 33,5% em abril para 40,6% em maio. A rejeição a Garotinho também cresceu: de 50,7% para 60,7%.


Ricardo Guedes, diretor da Sensus, afirma que, com esse nível de rejeição, o ex-governador de São Paulo está praticamente fora da disputa eleitoral.


‘Verificamos empiricamente na eleição brasileira que quem tem até 35% no índice de rejeição está dentro do jogo político. Quem tem 40% ou mais, está fora’, afirmou.


Lula é o mais lembrado


O desempenho positivo de Lula se repete na votação espontânea, em que o pesquisador não apresenta aos eleitores ouvidos uma lista prévia de candidatos.


Os resultados mostram que as intenções de voto em Lula subiram de 26,4% em abril para 28,2% em maio. Alckmin, por sua vez, oscilou de 9% para 8,1%. O pré-candidato do PMDB Anthony Garotinho e o ex-prefeito de São Paulo José Serra passaram de 2,8% para 1,9%. A senadora Heloísa Helena (PSOL-AL) subiu de 0,9% para 1,6%. O senador Pedro Simon (PMDB-RS) não foi mencionado na sondagem espontânea. Ele foi sondado nos últimos dias por seu partido para uma possível candidatura à Presidência. Serra, por sua vez, é candidato ao governo estadual de São Paulo.


A pesquisa CNT/Sensus também revelou que quase a maioria do eleitorado espera que o presidente Lula seja reeleito. A chamada ‘expectativa de vitória’ de Lula é de 49% contra 13,7% dos eleitores que acreditam na eleição de Alckmin e dos 4% que apostam em Garotinho.


A sondagem ouviu 2 mil pessoas entre os dias 18 e 21 de maio em 195 municípios em 24 Estados da Federação. A margem de erro é de 3 pontos. (Felipe Recondo, de Brasília) 

  Categorias: