CS 2006: AES Tietê propõe 2,5% mais abono. Sinergia CUT rejeita

06 junho 15:13 2006

A AES Tietê esperou três rodadas de negociação para apresentar uma proposta concreta ao Sinergia CUT, mas acabou frustrando todas as expectativas dos trabalhadores durante a reunião realizada no final da manhã desta terça-feira (06), em São Paulo.
Sem levar em consideração os resultados altamente positivos do ano passado e do primeiro trimestre deste ano, os representantes da AES Tietê apresentaram uma proposta econômica muito longe de seus altos lucros e da justa reivindicação dos trabalhadores: 2,5% de reajuste nos salários e benefícios econômicos e abono único de R$ 400. Além disso, a proposta da empresa só inclui a prorrogação do Acordo Coletivo por mais um ano, até maio de 2008.


A proposta foi imediatamente rejeitada pelo Sinergia CUT por motivos óbvios. Os lucros acumulados pela AES Tietê apontam que a empresa pode avançar no econômico, incluindo aumento real de salários. O Sindicato também reafirmou que quer negociar outras reivindicações prioritárias para os trabalhadores: reajuste do vale alimentação de R$ 528 para R$ 700, aumento do adicional de turno de 5% para 7,5% e pagamento de 100% nas horas extraordinárias normais e de 200% nas horas extras trabalhadas aos domingos, feriados e folgas, além da extinção do Banco de Horas, da redução das tarifas bancárias e do aumento da contribuição da empresa no plano previdenciário dos atuais 2,5% para 10%.


Sem acordo, a nova rodada de negociação que estava marcada para segunda-feira (12) da semana que vem foi transferida para o próximo dia 20. Durante esta semana, o Sinergia CUT faz assembléias informativas em todos os locais de trabalho para detalhar a proposta. No início da semana que vem – de segunda (12) a quarta (14) – os trabalhadores participam de nova rodada de assembléias, desta vez para aprovar o plano de luta que começa com um Café da Manhã a partir do próximo dia 23. Participe! Hexa é a nossa luta!  

  Categorias: