CS 2006: Sindicato rejeita os 1,96% da CTEEP. Greve acontece no próximo dia 12

06 junho 18:20 2006

Reajuste de salários e benefícios econômicos de 1,96%, percentual que corresponde ao IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe, e nada de aumento real. Essa foi a proposta apresentada pelos negociadores da CTEEP durante a segunda rodada de negociação realizada na tarde desta terça-feira (06).


Além disso, a empresa apenas anunciou o pagamento da segunda parcela da PLR 2006 no dia 5 de julho próximo, sendo um fixo de R$ 1.739,97 mais 17,15% da remuneração. Informou também que pretende mudar a data de pagamento da primeira parcela do 13° salário para julho de 2007. Para variar, a CTEEP voltou a afirmar que a proposta é um pacote e ‘deve ser analisada no todo’.


A proposta foi rejeitada na mesa pelo Sinergia CUT, já que o reajuste proposto é muito pouco e os trabalhadores não abrem mão do aumento real de salários e da discussão de várias cláusulas da Pauta de Reivindicações. O Sindicato aproveitou para comunicar oficialmente aos representantes da CTEEP a decisão dos trabalhadores, aprovada em assembléias em todos os locais de trabalho, de dar início ao plano de luta pela ampliação de direitos e pela resistência à privatização com uma greve de advertência de 24 horas no próximo dia 12, segunda-feira da semana que vem. A greve por tempo indeterminado começa a partir do próximo dia 19.


No mesmo dia 12, as entidades sindicais que negociam com a empresa tem reunião para unificar a intervenção da bancada dos trabalhadores na nova rodada de negociação, que está agendada para quarta-feira (14) da semana que vem.

  Categorias: