Iasc: Jaguari é a melhor do Brasil e CPFL Piratininga é a melhor do sudeste

07 junho 16:05 2006

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) divulgou no início da tarde desta quarta-feira (07) o ranking das distribuidoras melhor avaliadas por consumidores residenciais pelos serviços prestados durante todo o ano passado. As empresas vencedoras receberam o Prêmio Iasc durante cerimônia realizada na sede da Agência, em Brasília, com direito a um certificado e ao Selo Iasc, que identifica o reconhecimento dos consumidores pelos bons serviços prestados. Não por acaso, as distribuidoras melhor avaliadas são exatamente as que ainda mantém postos de atendimento personalizado.


A grande vencedora do Prêmio Iasc (Índice Aneel de Satisfação do Consumidor) foi a CJE (Companhia Jaguari de Energia) que apresentou a melhor avaliação dentre as 64 distribuidoras de todo o país. O índice da empresa foi de 77,61, acima da média nacional (61,38) e da média registrada em outros países, inclusive os Estados Unidos (73). A melhor distribuidora do Brasil pertence ao Grupo CMS Energy e fornece energia para 27,4 mil unidades consumidoras nos municípios de Jaguariúna e Pedreira, interior de SP. Com esse resultado, a CJE torna-se referência nacional (benchmark) até a realização de nova pesquisa Iasc.


Dentre as dez melhores do Brasil estão ainda a Copel (2° lugar, com 74,44), a Marin e Cia (3°, com 74,24), Empresa Força e Luz Urussanga (4°, com 72,41), Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas (5°, com 71,63), Companhia  Paulista de Energia Elétrica (6°, com 71,41), Centrais Elétricas de Carazinho (7°, com 68,76), CPFL Piratininga (8°, com 68,45), Companhia Sul Sergipana de Eletricidade (9°, com 68,41) e Empresa Elétrica Bragantina (10°, com 68,11).


A distribuidora com o pior índice em 2005 na avaliação dos consumidores foi a CER (Companhia Energética de Roraima), com índice de 44,10. A empresa distribui energia para 20 mil unidades consumidoras em 15 municípios do interior de RR.


Já a grande vencedora da Região Sudeste, consideradas as distribuidoras que atendem mais de 400 mil unidades consumidoras, foi a CPFL Piratininga que conquistou o índice de 68,45, auperior à média da região na categoria (61,71). A Piratininga atende cerca de 1,1 milhão de unidades consumidoras em 26 municípios de SP e conquistou também o segundo lugar dentre as concessionárias que mais cresceram em 2005.


Em segundo lugar do ranking da Região Sudeste ficou a Elektro, com índice de satisfação de 65,68, seguida de perto pela CPFL Paulista que obteve 65,35 de Iasc. A pior empresa da região foi a Escelsa (Espírito Santo Centrais Elétricas) que ficou com 55,56.


PLR na CPFL Energia


O Iasc é uma das metas de qualidade da PLR para os trabalhadores das empresas da CPFL Energia. Com a divulgação do resultado, a PLR da Paulista está quitada, já que a empresa ficou entre as três melhores, a meta acordada foi atingida em 100% e o pagamento já aconteceu em abril passado.


Para os trabalhadores da Piratininga, o resultado do Iasc traz outra boa notícia: todos terão direito a uma diferença a maior no pagamento da PLR. A meta representa, em média, 20% (R$ 646,26) do valor total médio (R$ 3.231,30). Com a conquista do primeiro lugar na Região Sudeste, a meta Iasc terá um plus de 20%, passando a ter peso de 120%. A antecipação paga em abril considerou a meta 100% atingida e, portanto, a empresa ficou devendo a diferença de 20% (média de R$ 129,25). O valor total a ser pago a cada trabalhador será dividido em 65% iguais para todos (R$ 84) e 35% proporcionais ao salário.  

  Categorias: