Nova Direção da CUT/SP será empossada no dia 20

14 junho 19:11 2006

A nova Direção da CUT/SP tomará posse na próxima terça-feira, dia 20 de junho. A solenidade acontecerá, a partir das 18h, no saguão principal da CUT.


Eleita em maio durante o 11º CECUT (Congresso Estadual), a Direção, que possui 42 membros, conduzirá a Central Estadual até 2009. O químico Edílson de Paula foi reconduzido ao cargo de presidente, vencendo a eleição com 89,9%, totalizando 686 votos válidos.


Durante o CECUT, os 900 delegados e delegadas dos setores público e privado, que representam cerca de 3,5 milhões de trabalhadores em todo o Estado, aprovaram um Plano de Lutas que norteará as ações políticas da CUT/SP no próximo período.


Segundo o presidente, a Central Estadual continuará na linha combativa de mobilizar os trabalhadores a lutar contra as políticas nefastas implementadas pelo bloco PSDB/PFL, que nos últimos 12 anos no Estado de São Paulo devastou as áreas sociais e precarizou as relações de trabalho.


Além disso, a Central vai fortalecer o projeto de uma CUT Cidadã, de massa e de luta. ‘Aprovamos uma plataforma de propostas no nosso Congresso que vamos apresentar aos governos e ao setor patronal. Alguns dos temas são o fortalecimento das campanhas salariais no segundo semestre e a importância de eleger candidatos que tenham compromisso com os direitos dos trabalhadores e com a melhoria das políticas públicas’, concluiu.
 
Edílson também destacou que os 305 sindicatos filiados em todo o Estado também estarão engajados na reeleição do presidente Lula – proposta aprovada pela maioria dos 2.600 delegados sindicais que participaram do 9º CONCUT (realizado de 5 a 9 de junho). ‘O Lula é o único candidato que tem desenvolvido um projeto social voltado aos interesses dos trabalhadores. É bom que fique claro que essa decisão não interferirá na nossa autonomia e independência e nunca abriremos mão de manifestarmos nossas opiniões e propostas’, concluiu.

  Categorias: