Associação de acupunturista devolve verba. MP investiga improbidade administrativa

27 junho 18:26 2006

A Associação de Medicina Tradicional Chinesa do Brasil, presidida pelo acupunturista Jou Eel Jia, que atende Geraldo Alckmin, devolveu R$ 60 mil à Companhia de Transmissão e Energia Elétrica Paulista, alegando que não conseguirá editar neste mês a revista ‘Ch”An Tao’, patrocinada pela estatal.


A assessoria de Jia diz que a devolução foi ‘voluntária’ e que vários anunciantes privados suspenderam o apoio, o que inviabilizou a nova edição.


A suspeita de uso de dinheiro público para promover o ex-governador na revista levou o Ministério Público Estadual a abrir investigação contra Alckmin, para apurar eventual improbidade administrativa. Em 2005, a Cteep fez outro pagamento de R$ 60 mil para a revista de Jia.


Na edição de abril, patrocinada pela Sabesp, Alckmin aparece na capa e em nove das 48 páginas. Como a Cteep e a Sabesp são subordinadas à secretaria de Energia, o titular da Pasta, Mauro Arce, será convocado para prestar esclarecimentos na Comissão de Finanças e Orçamento da Assembléia. (Frederico Vasconcelos)

  Categorias: