Proposta da CESP é de 4,3% nos salários

12 julho 15:05 2006

Finalmente a terceira rodada de negociação entre o Sinergia CUT e os negociadores da CESP aconteceu na última terça-feira (11), em São Paulo. E, depois de muito debate, a empresa apresentou uma proposta com avanço econômico significativo.


Benefícios
Os salários seriam reajustados em 4,3%, um mix dos 1,96% do IPC mais 2,3% de aumento real. Os benefícios econômicos teriam reajustes diferenciados: 4,48% no vale alimentação e lanche matinal, que passariam para R$ 350, e 5% no auxílio creche, que iria para R$ 315. A cesta básica seria reajustada em 5,31%, passando para R$ 108.


O VA e a cesta teriam mudanças na participação dos trabalhadores – o cálculo passaria a ser sobre o salário nominal e não mais sobre a remuneração.


Assim, o VA teria participação simbólica de R$ 0,01 para os salários até R$ 1.600. A partir daí a participação seria de 3% (salários de R$ 1.601 a R$ R$ 2.000), 5% (salários de R$ 2.001 a R$ 2.400), 7% (de R$ 2.401 a R$ 2.800), 10% (de R$ 2.801 a R$ 3.200) e de 13% (acima de R$ 3.201).


A participação na cesta básica seria  de 5% para salários até R$ 1.600, de 15% para os salários de R$ 1.601 a R$ 2.400 e de 25% para salários de R$ 2401 a R$ 3.200.


Sem prorrogação
A empresa reafirmou que o montante da PRR 2007 será de uma folha, com negociação de metas e forma de distribuição até novembro próximo.


Manteve também 2% da folha para mérito e promoções no PCS e acatou a reivindicação do Sinergia CUT de garantir o parcelamento das férias para os trabalhadores acima dos 50 anos.


Mas continua propondo  vigência do ACT por apenas um ano, o que inclui a cláusula de Gerenciamento de Pessoal.


Emprego por 3 anos
O Sinergia CUT insistiu na prorrogação da garantia de emprego até 2009, uma conquista dos trabalhadores da CTEEP que deve ser estendida ao pessoal da CESP, já que o controlador é o mesmo governo de SP.


E também reivindicou que a contribuição simbólica de R$ 0,01 no VA beneficie trabalhadores com salários acima dos R$ 1.600. 
Apesar de ter apresentado a proposta como ‘final’, a CESP ficou de avaliar as duas reivindicações do Sindicato. O retorno será dado em nova rodada na próxima quinta (13), às 14h.

  Categorias: