Acidente grave na Elektro

16 agosto 12:30 2006

Domingo, 06 de agosto. O eletricista Luis Antonio de Moraes, mais conhecido como Bigu, começa uma tarefa reprogramada que havia sido adiada por causa das chuvas no final de semana anterior, em regime de Linha Viva, no Lado Fonte do Alimentador 09 que estava sem carga, mas com tensão, no pórtico da SubEstação de Arujá.
 
Com 23 anos de experiência – começou na CESP como eletricista de linha viva – Bigu usava todos os equipamentos de segurança necessários para cumprir a tarefa, inclusive capacete e óculos de segurança. Mas, durante uma manobra, o bastão virou e provocou o fechamento de um curto circuito (fase/terra), abrindo um arco voltaico que atingiu em cheio o eletricista, provocando queimaduras de 2° grau no rosto, orelha, pescoço e sobrancelhas.
Encaminhado ao Pronto Socorro, o trabalhador foi socorrido, medicado e afastado por dez dias para tratamento de saúde, recomendação de especialistas em dermatologia e oftalmologia.


Nove dias depois do grave acidente, as queimaduras ainda inspiram cuidados e Bigu continua tomando antibióticos várias vezes ao dia. Deve ter alta na próxima quinta (17) mas ainda com restrição a atividades de rua, já que não pode tomar sol. Segundo familaires, o problema maior é o trauma emocional causado pelo acidente, o primeiro em todos esses anos de experiência em linha viva.


O Sinergia CUT continua acompanhando a evolução do estado de saúde do eletricista e já reivindicou à direção da Empresa a apuração rigorosa das causas do acidente grave, que começa a ser investigado pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) nesta quarta-feira (16). Aguarde novas informações.   

  Categorias: