Eleição vai adiar horário de verão deste ano para novembro

16 agosto 17:07 2006

São Paulo – O horário de verão deste ano vai começar com atraso por causa das eleições. O Ministério de Minas e Energia ainda vai discutir o assunto com o Tribunal Superior Eleitoral, mas o ministro Silas Rondeau disse nesta segunda-feira que, em 2006, os relógios só deverão ser adiantados no início de novembro, provavelmente, a partir da 0h do primeiro domingo do mês, dia 5.


Normalmente, o horário de verão tem início em meados de outubro, mas esse adiamento não é uma novidade pois já ocorreu em outros anos eleitorais para evitar problemas no sistema de votação.


Isso porque, se a mudança de horário ocorresse entre um turno e outro, as urnas eletrônicas precisariam ser reprogramadas antes do segundo turno, o que provocaria um transtorno de logística para os tribunais eleitorais. Os dois turnos das eleições deste ano, para presidente, governador, senador, deputados federais e estaduais, estão marcados para o dia 1° e 29 de outubro.


Segundo o ministro, a tendência é adiar o horário de verão porque a sua antecipação poderia prejudicar a população, inclusive no que diz respeito à segurança, já que o último domingo antes das eleições é o dia 24 de setembro, quando a luminosidade ainda não seria suficiente para adiantar os relógios em uma hora. Em sua última edição, o horário de verão vigorou entre o dia 16 de outubro de 2005 e 18 de fevereiro de 2006 (125 dias) em dez Estados brasileiros (Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso) e no Distrito Federal.


Em 2002, quando o horário de verão também foi adiado por causa das eleições, a medida entrou em vigor num feriado de finados, dia 2 de novembro, que caiu numa terça-feira.

  Categorias: