Novas usinas enterram de vez indústria do apagão, diz Lula

16 agosto 17:08 2006

O Sistema Interligado Nacional de energia elétrica vai contar, a partir de 2010, com mais 804,7 megawatts, com a entrada em operação de sete usinas hidrelétricas que venceram o Leilão de Energia Nova, realizado em dezembro do ano passado. Os contratos foram assinados nesta terça-feia (15), em cerimônia no Palácio do Planalto.


O ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, disse que a geração das novas usinas hidrelétricas vai garantir com folga o suprimento adicional que precisa ser feito a cada ano no país, hoje da ordem de 4% ao ano, e que a partir de 2010 deverá estar em 5% ao ano. As novas hidrelétricas vão ser instaladas em Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.


Na solenidade, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o sistema energético nacional, hoje, permite que se dê por enterrada a indústria do apagão, que afasta os investidores do país.


Ele informou que, na próxima semana, vai se reunir com todos os setores ligados ao licenciamento de usinas hidrelétricas para discutir impasses que ainda existem sobre empreendimentos importantes, como a usina de Belo Monte, no rio Xingu e a do rio Madeira.


‘Muitas vezes’, disse Lula, ‘o empresário quer levar em frente um projeto, o governo também quer, a sociedade idem, mas uma simples ação na Justiça, impetrada por uma pessoa, pode deixar o projeto parado’.

  Categorias: