ISA também tem primeira reunião com o CA da CTEEP

17 agosto 18:16 2006

O representante dos trabalhadores no Conselho de Administração (CA) da CTEEP, Fernando Acosta, também teve o primeiro encontro formal com os novos controladores da empresa de distribuição, na última segunda-feira (14), em São Paulo, durante reunião ordinária do Conselho. Em pauta, estiveram quatro assuntos de interesse de acionistas e trabalhadores: a apresentação da estatal colombiana ISA (Interconéxion Eléctrica), a apresentação da CTEEP aos novos donos, as informações trimestrais (ITR) e a alienação dos ativos não operacionais.


A apresentação da nova controladora foi feita pelo presidente do CA, Javier Gutierrez, que  sinalizou que poderá haver uma nova reestruturação na CTEEP, inclusive com PDV (Programa de Demissão Voluntária) aos trabalhadores. Questionado por Acosta sobre valores e quadro mínimo, o presidente do Conselho respondeu que tudo ainda está sendo estudado. Vale lembrar que, por força da pressão dos trabalhadores, antes do leilão, Sinergia CUT e CTEEP assinaram acordo que garante emprego e impede demissões arbitrárias até maio de 2009 .


Coube então ao atual presidente da CTEEP, Sidnei Colombo Martini, apresentar a empresa paulista aos colombianos e destacar seu potencial para se tornar em breve a maior transmissora do Brasil, investindo em interligações com a América do Sul, América Central e, mais futuramente,  até com a América do Norte. Martini também falou sobre a automatização de todas as subestações num futuro muito próximo.


Lucro maior
Em seguida, o atual diretor financeiro da CTEEP apresentou os números do ITR, que reforçam a tendência de lucro cada vez maior, com aumento dos R$ 82 milhões no 1º trimestre para os R$ 112 milhões no segundo trimestre, totalizando R$ 194 milhões no 1º semestre deste ano.


A reunião do CA não tratou de assuntos como a nova direção da CTEEP ou a  remuneração dos altos dirigentes administrativos (presidente, diretores, membros do CA e do Conselho Fiscal), embora a Assembléia de Acionistas, que aconteceu na manhã do mesmo dia, tenha aprovado um valor de R$ 3,5 milhões para a remuneração desses cargos nos próximos nove meses, quando acontece a próxima AGO (Assembléia Geral Ordinária).


No item alienação de ativos não operacionais, foi aprovada pela maioria dos conselheiros a venda de um avião de vinte anos de fabricação e de vários imóveis de propriedade da CTEEP atualmente desocupados.


O representante dos trabalhadores se absteve. ‘O principal questionamento foi porque não mudar a sede da CTEEP para algum desses imóveis, deixando de pagar aluguel. A resposta foi que já existem estudos de viabilidade sobre o assunto, mas no momento a decisão é continuar pagando aluguel pelo menos até que se decida onde será a nova sede da empresa’, explicou Acosta.

  Categorias: