Hidrelétrica Ilha Solteira mantém o Paraná

06 setembro 17:00 2006

São Paulo – No último final de semana, a hidrelétrica Ilha Solteira (SP-3.444 MW), ligada com controle automático de geração, atuou no sentido de evitar blecaute. Na ocasião, ocorreu um vendaval que derrubou torres e desligou circuitos de transmissão de Furnas, no Paraná. Segundo informou a Cesp, a usina supriu parte dos 2.720 MW de perda imediata com o acidente, ao entregar 1.280 MW ao Sistema Interligado Nacional. De acordo com a estatal, as demais usinas da Cesp já estavam com as respectivas produções maximizadas.


No momento do acidente, às 19 horas da última sexta-feira, os circuitos que interligam a hidrelétrica de Itaipu à região Sudeste transportavam 9.500 MW, de acordo com a Cesp. O controle automático de geração, explicou a empresa, é um sistema que propicia variações automáticas das cargas das unidades geradoras em operação na usina sem necessidade de intervenção de operador.


O sistema ajuda a regularizar a freqüência do sistema elétrico que fica instável durante uma perturbação, diminuindo a possibilidade de ocorrência de blecaute. Localizada no rio Paraná, entre os municípios de Ilha Solteira (SP) e Selviria (MS), a usina tem 3.444 MW de potência instalada, distribuída por 20 unidades geradoras.

  Categorias: