Luz para Todos beneficia 3,5 milhões de pessoas

06 setembro 17:08 2006

Em pouco mais de dois anos de atuação, o Programa Luz para Todos, iniciado pelo governo Lula em 2004, já beneficiou quase 3,5 milhões de pessoas. E os trabalhos seguem acelerados, ao ritmo de uma ligação por minuto, nas mais diversas regiões e nos mais distantes domicílios do país. No final de 2006, quase metade da meta inicial, de levar luz para 10 milhões de pessoas, deverá estar cumprida.


A meta final, estabelecida no lançamento do programa e reafirmada no Programa de Governo 2007/2010, é a de levar, até 2008, energia elétrica para absolutamente todas as cerca de 12 milhões de pessoas que não contavam com este benefício quando Lula assumiu o governo. Cada ligação na zona rural custa, em média, R$ 5,3 mil e os recursos vêm do Governo Federal, da Eletrobrás e dos governos estaduais.


As ligações são inteiramente gratuitas para os beneficiados e não ficam só nos postes. Elas chegam até as casas. A instalação dentro das casas é feita pelas concessionárias. O Luz para Todos desburocratizou a tramitação. Qualquer pessoa do meio rural, mesmo as ainda não cadastradas pelo programa, pode ir até a concessionária local e solicitar a ligação. O pedido é imediatamente encaminhado. O programa atinge também comunidades indígenas e comunidades quilombolas, que dificilmente teriam oportunidade de acesso à luz elétrica por outro caminho.


Depois da instalação, órgãos do governo acompanham as comunidades que receberam o benefício. A chegada da luz elétrica muda a vida das pessoas, permite a refrigeração dos alimentos e acesso a informação, pela televisão, mas não é só isso. Ela tem contribuído para o desenvolvimento econômico e social das áreas beneficiadas, já que facilita a integração das iniciativas públicas no meio rural, como os programas sociais e ações de educação, saúde, abastecimento de água e saneamento. Além disso, amplia o acesso às políticas de incentivo à agricultura familiar, aos pequenos produtores e comerciantes locais. O acesso à energia elétrica contribui assim para a diminuição da pobreza e aumento de renda das famílias atendidas.

  Categorias: