Movimento social exige apuração de denúncias

21 setembro 17:25 2006

Lideranças de mais de 60 entidades do movimento social lançaram nesta quinta-feira (21) manifesto que exige a apuração do conteúdo do dossiê que envolve José Serra, ex-ministro da Saúde e atual candidato do PSDB ao governo de São Paulo, com a máfia dos sanguessugas. Dentre as entidades representadas estão CUT, CGTB, Força Sindical, UNE, UBES, Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf) e Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).


Para as lideranças que assinam o manifesto, a dobradinha PSDB e PFL mais o presidenciável tucano Alckmin não conseguem derrotar o presidente no campo da democracia e por isso ‘buscam no tapetão, contando com seus tentáculos nos meios de comunicação, reverter a goleada do povo’.


O manifesto afirma também que ‘diante da intensidade dos ataques golpistas, da onda de mentiras e baixarias patrocinadas pelo que há de mais reacionário e apodrecido no país, os militantes dos movimentos sociais exigem imparcialidade da justiça eleitoral e vêm a público alertar a população sobre esta tentativa de melar a eleição, desrespeitando a vontade popular’. E faz um alerta: ‘Querem impedir a vitória que se construiu por meio de um governo com profundas raízes nas camadas populares, que começou a mudança e que vai aprofundá-las em um segundo mandato’.


O secretário de Relações Internacionais da CUT e membro da coordenação de mobilização da Campanha Lula, João Felício, destaca que ‘o manifesto é assinado por membros das entidades representativas e não pelos movimentos, em termos institucionais’. O sindicalista denuncia ainda a tentativa de manipulação da opinião pública: ‘O dossiê Cayman, as denúncias de esquemas fraudulentos nas privatizações da Companhia Vale do Rio Doce e da Telebrás, os casos Marka e FonteCindam, todos foram tratados como coisas menores pela mídia. Enquanto isso, contra o governo democrático-popular, toda e qualquer denúncia vira verdade, na tentativa de manipular a opinião pública e melar o processo eleitoral. Isso é golpe e nós não vamos permitir’.


Leia a íntegra do manifesto:


‘Perdedores querem melar a eleição de Lula


Os mesmos que desgovernaram o país, entregaram nossas riquezas ao estrangeiro, privatizaram a Vale do Rio Doce, desempregaram e arrocharam salários, cortaram direitos, e fizeram o Brasil andar para trás, ameaçam o povo brasileiro com o uso da mais desavergonhada parcialidade e manipulação para tentar melar a eleição.
 
Sem conseguirem derrotar o presidente Lula no campo da democracia, PSDB, PFL e seu candidato Geraldo Alckmin buscam no tapetão, contando com seus tentáculos nos meios de comunicação, reverter a goleada do povo.


Sem darem resposta ao conteúdo das denúncias que incriminam o ex-ministro da Saúde José Serra, com a máfia das sanguessugas, tentam tapar o sol com a peneira, usando métodos nazistas, para quem uma mentira repetida mil vezes se tornava verdade.
Felizmente, a sabedoria popular separa o joio do trigo e tem reafirmado sua confiança na honestidade e no compromisso de Lula com a construção de um novo Brasil.


Diante da intensidade dos ataques golpistas, da onda de mentiras e baixarias patrocinadas pelo que há de mais reacionário e apodrecido no país, os militantes dos movimentos sociais exigem imparcialidade da justiça eleitoral e vêm a público alertar a população sobre esta tentativa de melar a eleição, desrespeitando a vontade popular. Querem impedir a vitória que se construiu por meio de um governo com profundas raízes nas camadas populares, que começou a mudança e que vai aprofundá-las em um segundo mandato.


A nossa resposta é tomar as ruas e ampliar ainda mais a mobilização e unidade, afirmando com uma só voz: ‘Com a força do povo, é Lula de novo!’.
Para garantir a vitória de Lula, participe de todas as mobilizações no seu Estado!


Assinam este manifesto, dirigentes e militantes das seguintes entidades dos movimentos sociais:


Central Única dos Trabalhadores
Central Geral dos Trabalhadores do Brasil – CGTB
Força Sindical
União Nacional dos Estudantes – UNE
União Brasileira dos Estudantes Secundaristas – UBES
Coordenação Nacional de Entidades Negras – CONEN
União Nacional de Negros pela Igualdade – UNEGRO
Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira – CENARAB
Confederação Nacional das Associações de Moradores – CONAM
Central de Movimentos Populares – CMP
União Nacional por Moradia Popular – UNMP
Movimento Nacional de Luta por Moradia – MNLM – Brasil
Movimento de Evangélicos Progressistas – MEP
União Brasileira de Mulheres – UBM
Marcha Mundial das Mulheres
Confederação das Mulheres do Brasil – CMB
Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE
Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura – CONTAG
Federação Única dos Petroleiros – FUP
Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar – FETRAF Brasil
Conf. Nac. dos Metalúrgicos da CUT – CNM
Conf. Nac. dos Trab. do Ramo Financeiro – CONTRAF
Conf. Nac. Químicos e Similares – CNQ
Conf. Nac. Trab. Em Vestuários da CUT – CNTV
Conf. Nac. Trab. Em Seguridade Social – CNTSS
Conf. Nac. Trab. em Transportes – CNTT
Conf. Nac. Trab. no Serviço Público Municipal – CONFETAM
Conf. Nac. Trab. no Comércio e Serviços – CONTRACS
Conf. Nac. Trab. Ind. Alimentação e Afins – CONTAC
Conf. Nac. Trab. Ind. Da Construção e da Madeira – CONTICOM
Fed. Nac. dos Urbanitários – FNU
Fed. Nac. Trab. Processamento de Dados – FENADADOS
Fed. Interest. Trab. em Empresa de Telecomunicações – FITTEL
Fed. Nac. Trab. Emp. Correios e Telégrafos e Similares – FENTECT
Fed. Nac. Trab. Domésticos
Fed. Nac. Jornalistas
Conf. Nac. Trab. em Estabelecimentos de Ensino – CONTEE
Fed. Assoc. Sind. Servid. da Extensão Rural
Fed. Nac. dos Portuários
Sind. Nac. dos Trab. de Instituições de Pesq. e Desenv. Agropecuário
Fed. Interest. dos Odontologistas
Fed. Nac. dos Arquitetos
Fed. Interest. de Sind. de Engenheiros
Fed. Nac. dos Médicos
Fed. Nac. dos Aeronautas
Fed. Nac. Trab. Ind. Gráficas
Sind. Nac. dos Aeroviários
Fed. Nac. Trab. em Anseio/Conservação e Limpeza Urbana
Sind. Nac. Trab. do Setor Mineral
Fed. Interest. Trab. em Radiofusão e Televisão
Fed. Nac. dos Farmacêuticos
Fed. Nac. dos Sociólogos
Fed. Nac. Serv. das Autarquias de Fiscalização Profissional
Fed. Nac. Trab. na Ind. Coureira do Brasil
E também militantes de organizações de aposentados, de movimentos em defesa de pessoas portadoras de necessidades especiais, do terceiro setor, economia solidária, da cultura e artistas.’

  Categorias: