Bancários: greve de advertência foi vitoriosa

27 setembro 16:48 2006

120 mil bancários paralisaram agências em todo o país


Na greve de advertência que aconteceu nesta Terça 926), cerca de 120 mil bancários pararam em todo o país nos sindicatos filiados à Contraf-CUT, entre eles os maiores como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba.
‘Atingimos nosso objetivo e demos um claro recado nesta greve de advertência contra a intransigência da Fenaban, que há quase dois meses não apresenta uma contraproposta a nossas reivindicações, apresentadas no começo de agosto’, afirma Vagner Freitas, presidente da Contraf-CUT. ‘Esperamos que na rodada de negociação que teremos nesta quarta mude a postura dos banqueiros’.


VIOLÊNCIA – Embora a maioria das atividades do dia tenha ocorrido sem nenhum incidente, o Bradesco mais uma vez foi campeão am atos de violência, principalmente chamando a polícia para forçar bancários a trabalhar e impedir os comitês de esclarecimento. Num dos atos violentos proporcionados pelo banco foi preso o presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Vinicius Assumpção, que se encontrava detido até o final desta tarde.


ATIVIDADES – No Sindicato de São Paulo Osasco e Região pararam cerca de 34 mil bancários com 279 locais paralisados. No Rio de Janeiro, cerca de 80% do centro financeiro parou. Brasília teve grande adesão nas agências e prédios administrativos. Belo Horizonte contou com forte paralisação na Caixa Federal, no BB e em bancos privados. No Rio Grande do Sul, foram 236 agências, sendo que em Porto Alegre pararam dezenas de agências e prédios administrativos. Em Curitiba, houve paralisação do centro financeiro. No ABC paulista, 130 agências pararam.

  Categorias: