Pesquisas apontam vitória de Lula no domingo

29 setembro 18:00 2006

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 125,9 milhões de eleitores brasileiros comparecerão às 91.244 locais de votação espalhados pelo país e vão eleger candidatos e candidatas aos cargos de deputado estadual, federal, senador, governador e presidência da República.


Em todo o Brasil, são 5.658 municípios com eleitores aptos a votar. Os municípios, juntos, somam 3.073 zonas eleitorais. Uma zona pode comportar mais de uma seção eleitoral. Desta forma, serão 380.945 seções eleitorais.


Também estarão servindo à Justiça Eleitoral mais de um milhão e meio de mesários, distribuídos entre as mesas receptoras de todas as seções eleitorais.


Cada seção eleitoral tem uma mesa receptora que é composta por 4 a 6 mesários. Incluindo servidores da Justiça Eleitoral, mesários e voluntários, devem trabalhar nessas eleições cerca de 3 milhões de pessoas.


Segundo o presidente da CUT/SP, Edílson de Paula, votar é um direito cívico e é importante que os trabalhadores contribuam neste momento que expressa a valorização da democracia. ‘É importante que a classe trabalhadora escolha candidatos e candidatas que tenham compromisso social e com os seus direitos. Nós aprovamos no nosso Congresso Nacional da CUT o apoio à reeleição de Lula, porque seu projeto valoriza os trabalhadores. Nos últimos quatro anos, o país melhorou muito, mas ainda precisa avançar mais’, finaliza.


Lula vence no 1º turno, apontam pesquisas
Os principais institutos de pesquisa, Datafolha, Vox Populi, Ibope e CNT/Sensus apontam que o presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva, é o favorito da população brasileira, e vencerá as eleições no 1º turno das eleições 2006.


Segundo os institutos, Lula seria reeleito com 51%. O adversário, Geraldo Alckmin (PSDB), alcançou 27%, seguido de Heloísa Helena (Psol), com 6%, e Cristovam Buarque (PDT), com 1%. José Maria Eymael (PSDC), Luciano Bivar (PSL) e Ana Maria Rangel (PRP) não pontuaram. Brancos e nulos somam 5% e 10% não souberam ou não opinaram.

  Categorias: