Presidente da CUT comenta sobre OAB

29 setembro 18:15 2006

A OAB tem um importante histórico de defesa da liberdade e da democracia. Por isso, acreditamos que a grande maioria de seus dirigentes e integrantes não compartilha da opinião expressa nesta quarta-feira, dia 27, pelo presidente Roberto Busato.


O princípio sagrado da democracia – a cada cidadão, um voto – não pode ser substituído pelo pré-julgamento de alguns.


A maioria do povo é livre para escolher aquele que considera o melhor candidato, apesar da contrariedade da oposição e de setores da mídia.


Em nome de sua tradição e de princípios jurídicos, a OAB deve cobrar investigações sérias sobre a suposta participação de integrantes do PSDB no nascimento e crescimento da chamada máfia das sanguessugas, em torno da qual teve início o acirramento da disputa política nos últimos dias.


A realidade não é unidimensional. A CUT, que desde sua fundação vem lutando pela ampliação da participação popular nos destinos brasileiros, exige respeito à voz soberana das urnas.


 

  Categorias: