Elektro começa a apurar as causas do acidente gravíssimo

29 janeiro 13:25 2007

Começa nesta terça-feira (30) a coleta de depoimentos para a investigação do grave acidente ocorrido no último dia 24, em Itaporanga, região sudoeste do estado de São Paulo, que custou a vida de dois eletricistas da Elektro. Em cumprimento à Instrução Normativa 02, o Sinergia CUT foi chamado pela empresa para fazer parte da Comissão de Investigação. O dirigente do Sindicato que acompanhará todo o processo é Esteliano Pereira Gomes Neto.


O acidente ocorreu por volta das 14h, quando três eletricistas trabalhavam no potencial de 69kV (69000 volts) em regime de rede energizada (linha viva). Jonas Tupã e Marcio Gattin, lotados na Regional de Tatuí e na CSR Itapeva respectivamente, tiveram morte instantânea. O terceiro eletricista envolvido no acidente sofreu ferimentos graves.


Desde que soube do acidente, a direção do Sinergia CUT está buscando informações sobre as circunstâncias em que o trabalho era realizado e as condições físicas e de segurança dos trabalhadores. 


Para os dirigentes do Sindicato que estão acompanhando o caso – Esteliano e Osvaldo Rosica – a direção da Elektro parecia estar procurando abafar o acidente e escondendo qualquer informação que pudesse levar a possíveis falhas durante a execução do serviço. ‘Mesmo porque há tempos o Sinergia CUT vem apontando diversas irregularidades na extrapolação de jornada de trabalho, riscos ergonômicos, desrespeito ao período de descanso, o que poderia propiciar a curto prazo lesões e acidentes graves aos trabalhadores’, alertam os dirigentes.


Mas o Sindicato apurou junto aos colegas de trabalho que os dois eletricistas mortos no acidente eram tidos como referência no desempenho de suas funções. O Sinergia CUT externa a todos familiares, parentes e amigos seu profundo pesar pelo falecimento de mais dois de nossos companheiros. Aguarde novas informações.

  Categorias: