Câmara aprova MP que concede crédito extra de R$ 106,72 milhões ao Grupo Eletrobrás

07 fevereiro 17:38 2007

Recursos vão adequar cronogramas de investimentos de empresas às novas prioridades estabelecidas para o final do ano de 2006


A Câmara dos Deputados aprovou na última terça-feira, 6 de fevereiro, a medida provisória 330/06, que concede a empresas do Grupo Eletrobrás crédito extraordinário de R$ 106,72 milhões. A Eletrobrás ficará com R$ 3,8 milhões; a Eletrosul, com R$ 21,74 milhões; Furnas, com R$ 79,18 milhões; e a Manaus Energia, com R$ 2 milhões. A matéria, agora, irá para a aprovação do Senado.


Esses recursos vão, segundo o governo, adequar os cronogramas de investimentos dessas empresas às novas prioridades estabelecidas para o final do ano de 2006, uma vez que a exploração da energia gerada por diversos dos projetos beneficiados já foi leiloada pela Agência Nacional de Energia Elétrica.


No caso da Eletrobrás, R$ 2,3 milhões vão para estudos sobre a integração energética com os países da América Latina e para ampliar a geração e a transmissão de energia elétrica em âmbito nacional. O restante, R$ 1,5 milhão, destina-se ao projeto de adequação da interligação dos sistemas elétricos nacional e uruguaio.


Parte dos R$ 21,74 milhões da Eletrosul serão aplicados na implantação da hidrelétrica Passo São João (RS), com 77 MW; enquanto os R$ 79,18 milhões de Furnas destinam-se ao Programa Energia nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Já a Manaus Energia utilizará os R$ 2 milhões para implantar o sistema de transmissão, ligando Manaus a Iranduba, Manacapuru e Novo Airão (AM).

  Categorias: